Com frevo e muita animação, crianças assistidas pelo viver melhor brincam carnaval em Arapiraca.

Por Ranjelio 08/02/2024 - 22:11 hs
Foto: Assessoria

As crianças das comunidades Quati, Residencial Agreste, Conjunto Frei Damião, Vila Contente, Manoel Teles, Olho D’Água dos Cazuzinhas, Mangabeiras e Caborje também aproveitaram as prévias carnavalescas com a Companhia Alegre e Brinq que levou brincadeiras, frevo e alegria. 

O Folia nas Comunidades aconteceu entre os dias 01 a 07 e é uma iniciativa da Prefeitura de Arapiraca, através da Secretaria de Cultura, Lazer e Juventude em parceria com o Programa Viver Melhor, para levar a experiência da maior prévia carnavalesca do interior de Alagoas para as crianças e famílias que não conseguem participar da festa.

Para a coordenadora do programa, Ana Valéria Peixoto, após os quatro dias de atividades, a sensação é de dever cumprido. “A animação começou no Quati com muitas crianças e adultos animados pela Cia Alegre e Brinq, pela primeira vez nas comunidades, espalhando entusiasmo e descontração, as crianças foram agraciadas com o colorido e empolgante da banda, que arrastou os foliões ao som contagiante de frevo e músicas populares, hoje iniciando a partir das 16h, encerramos essa ação incrível nas comunidades Caborje e Mangabeiras, saímos com a sensação de dever cumprido e muita alegria no coração de ver tanta gente feliz”, destaca.

Levar o Folia para as comunidades é uma oportunidade também de perpetuar a cultura carnavalesca nas crianças de maneira lúdica, afirma a coordenadora da Companhia Alegre e Brinq, Fran Pereira. “A importância da gente está trazendo essa programação de carnaval é justamente estar levando a cultura carnavalesca, que é uma cultura brasileira, e muitas vezes as comunidades não têm acesso, então a gente traz. A finalidade maior é essa, trazer a cultura carnavalesca, com muita dança, alegria e música”.

O Programa Viver Melhor é uma iniciativa da gestão do prefeito Luciano Barbosa para garantir a elaboração e execução de políticas públicas para as comunidades socialmente vulneráveis de Arapiraca.