Mais um reeducando é aprovado em vestibular de instituição federal

Lucas dos Santos irá cursar Agroecologia no Instituto Federal de Alagoas

Por Chrislayne 10/06/2021 - 17:17 hs
Foto: Jorge Santos
Mais um reeducando é aprovado em vestibular de instituição federal
Reeducando não esconde orgulho em poder fazer faculdade à distância: "Ninguém pode nos tirar o conhe

“Você pode perder tudo, mas o conhecimento ninguém pode tirar de você”. Foi com esse pensamento que Lucas dos Santos, reeducando de 26 anos, persistiu nos estudos mesmo estando em cárcere e foi aprovado no curso de Agroecologia do Instituto Federal de Alagoas. Com o resultado, a Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) já contabiliza três custodiados aprovados em instituições federais por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) este ano.

Policial penal e supervisor de Educação, Jefferson Douglas afirma que as aprovações são reflexos do trabalho que vem sendo desenvolvido no sistema prisional. “Temos nos empenhado bastante para aumentar as estatísticas positivas no sistema prisional, ampliando o acesso à educação e fomentando o desenvolvimento da parte educacional em todas as unidades, e em qualquer nível educacional, e mais ainda no que se refere ao ensino superior”, assegura o gestor.

“Minha família ficou emocionada com minha aprovação. Apenas quatro pessoas da minha família se formaram no ensino superior. Todos estão felizes demais comigo, pois, apesar de estar preso, eu estou apostando na educação. Investir em mim é algo que também ressoa nas pessoas que estão ao meu redor, na minha família. Não vou desistir. Vou continuar porque sei que isso é para o meu futuro”, afirmou o Lucas.

Sobre o apoio da Seris, o reeducando confirma a importância da assistência que vem recebendo no sistema prisional. “Recebi bastante incentivo. Iniciei os estudos na biblioteca do Presídio Cyridião Durval, que é bastante ampla. Vim para o Núcleo [Ressocializador da Capital] e continuo estudando e trabalhando”, disse o reeducando. “Quando saiu o resultado, a gerência [de Educação, Produção e Laborterapia] me deu todo o apoio necessário para que eu conseguisse a documentação, direcionando a minha família. Graças a ajuda de todos é que consegui ser matriculado”, completou.

Além de Lucas dos Santos, outros reeducandos também já conquistaram a oportunidade de cursar o ensino superior. Ao todo, 29 custodiados estão matriculados em Instituições de Ensino Superior, enquanto outros três já estão na pós-graduação, tudo por meio do ensino à distância (EAD). A previsão é de que sete reeducandos concluam o ensino superior ainda este ano.

Por: ASCOM-SERIS